LITERATURA – BRASILEIRA


Tag: Livros

  • Romanceiro da Inconfidência

    …Liberdade, essa palavraque o sonho humano alimentaque não há ninguém que expliquee ninguém que não entenda… In Romanceiro da Inconfidência de Cecília Meireles Romanceiro da Inconfidência é uma coletânea de poemas de Cecília Meireles (1901-1964), publicada em 1953, que conta a História de Minas dos inícios da colonização no século XVII até a Inconfidência Mineira […]

  • BookCrossing

    BookCrossing consiste em deixar livros em locais públicos para que sejam lidos por outras pessoas que a seguir farão o mesmo … . A ideia é tornar o mundo uma imensa biblioteca livre. Como funciona? Ao encontrar um livro do BookCrossing entre com o n° BCID na página www.bookcrossing.com e descubra onde o livro esteve, […]

  • “— Vais encontrar o mundo, disse-me meu pai, à porta do Ateneu.”

    O Ateneu é o romance mais conhecido do escritor Raul Pompeia (1863-1895). É uma prosa poética, contada em primeira pessoa pelo personagem Sérgio, sobre sua a traumática formação dentro de um internato privado no Rio de Janeiro (o Ateneu).A sociedade da época reprimia afetividade e ternura dos homens (não tão distante dos dias atuais) de […]

  • OLHOS DE RESSACA — de 'Dom Casmurro' (Machado da Assis)

    Capítulo XXXII Tudo era matéria às curiosidades de Capitu. Caso houve, porém, no qual não sei se aprendeu ou ensinou, ou se fez ambas as coisas, como eu. É o que contarei no outro capítulo. Neste direi somente que, passados alguns dias do ajuste com o agregado, fui ver a minha amiga; eram dez horas […]

  • Amar (Drummond)

    Que pode uma criatura senão,entre criaturas, amar?amar e esquecer,amar e malamar,amar, desamar, amar?sempre, e até de olhos vidrados, amar? Que pode, pergunto, o ser amoroso,sozinho, em rotação universal, senãorodar também, e amar?amar o que o mar traz à praia,e o que ele sepulta, e o que, na brisa marinha,é sal, ou precisão de amor, ou […]

  • CAPÍTULO 55- O velho diálogo de Adão e Eva

    Filme Memórias Póstumas BRÁS CUBAS…………………………..? VIRGÍLIA…………………………. BRÁS CUBAS…………………………………………………………………………………… ……………………………………………….. VIRGÍLIA……………………………………! BRÁS CUBAS…………………………… VIRGÍLIA……………………………………………………………………………………………………………………………………….? ………………………………………….. ………………………………………………. BRÁS CUBAS…………………………… VIRGÍLIA……………………………………….. BRÁS CUBAS…………………………………………………………………………………. ……………………….. ……….!…………………………!………………………! VIRGÍLIA…………………………………………….? BRÁS CUBAS……………………………………….! VIRGÍLIA……………………………………………! Trecho de Memórias Póstumas de Brás Cubas de Machado de Assis, obra disponível para download em Domínio Público.

  • Suje-se gordo! (Machado de Assis)

    UMA NOITE, há muitos anos, passeava eu com um amigo no terraço do Teatro de São Pedro de Alcântara. Era entre o segundo e o terceiro ato da peça A Sentença ou o Tribunal do Júri. Só me ficou o título, e foi justamente o título que nos levou a falar da instituição e de […]

  • Morte e Vida Severina (João Cabral de Melo Neto)

    Os retirantes (Cândido Portinari) — O meu nome é Severino, como não tenho outro de pia. Como há muitos Severinos, que é santo de romaria, deram então de me chamar Severino de Maria; como há muitos Severinos com mães chamadas Maria, fiquei sendo o da Maria do finado Zacarias. Mas isso ainda diz pouco: há […]